SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LEITURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

“O desenvolvimento de interesses hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente na escola e continua pela vida afora.” Richard Bamberger.
Reconhecer a importância de incentivar o habito da leitura, principalmente na infância, é fundamental em tempos em que a tecnologia vem ganhando espaço. A literatura infantil leva a criança a desenvolver a imaginação, trabalhando com emoções e sentimentos de forma lúdica e prazerosa. Despertando diferentes habilidades nas crianças, como a ampliação do vocabulário, a forma deles se comunicarem, a criatividade para resolverem as situações do dia a dia.
Criar uma rotina de leitura é interessante para trabalhar o desenvolvimento pessoal e profissional da criança, ajudando dessa forma nas suas habilidades de comunicação que será importante para todas as suas relações ao longo da vida. A criança também começa a ter senso crítico, organizando suas ideias, começa então a formar sua opinião. Além disso, a leitura é fundamental para ampliar o conhecimento sobre o mundo, sobre as pessoas e até sobre a própria criança que estará aprendendo sobre questões culturais, intelectuais e sociais.

A leitura deve ser introduzida no dia a dia das crianças, sempre respeitando os seus limites de atenção, compreensão e paciência. Não deve ser nada imposto e obrigatório. É fundamental a criança ter o apoio de um adulto para incentiva-lo na hora da leitura e ajuda-lo na compreensão da linguagem.
O ambiente de leitura faz toda a diferença. O ideal é um cantinho aconchegante sem distrações para que a leitura seja algo fluído. Optar por temas do interesse da criança, que lhe chamem atenção, que lhe despertem a curiosidade é super importante.
A faixa etária é o principal filtro para selecionar os livros mais adequados, por exemplo:
De onze meses a dois anos: as historinhas devem ser curtas, com imagens que chamem atenção.
Até três anos: as histórias devem ser rápidas, linguagem simples e sem muitos personagens. O ideal é que sejam histórias que tenham a ver cm a rotina da criança.
Até seis anos: as histórias devem ter contextos os quais as crianças se identifiquem. Que tragam o dia a dia da família, da escola, dos seus momentos de brincadeira.
São poucos os pais que dedicam um tempo para ler com os filhos. Comece a criar essa prática! É uma forma de cuidado e carinho, agindo assim você ainda contribui para o hábito de leitura da criança, o que gera grandes benefícios para o desenvolvimento do indivíduo.

Por Cláudia Desly

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *