Governo pretende incentivar empresas a levar 4G para o campo

FONTE: Globo Rural

Falta de internet é um dos maiores entraves para avanços tecnológicos no agronegócio, segundo Ministério da Agricultura

O Ministério da Agricultura (Mapa) está conversando com empresas de telecomunicações para levar a cobertura 4G para o campo, disse, nesta quarta-feira (19/6), Luiz Claudio França, diretor de Inovação da pasta. Segundo o Mapa, contam-se nos dedos as localidades com sinal 4G no interior do país.

“Essa é uma das maiores barreiras para a ampliação do uso da tecnologia nas propriedades rurais”, afirmou França durante o evento Agrotech Conference, sobre oportunidades de inovação no agronegócio, realizado em São Paulo.

França também adiantou que o Ministério está finalizando um mapeamento dos melhores locais para receber torres de telefonia. O estudo, que deve ser concluído daqui a um mês, leva em conta fatores como a topografia. A análise servirá de base para uma nova rodada de conversas com operadoras de celular.

A escassez de linhas de investimento para pesquisa e tecnologia foi destacada como outro entrave para a evolução digital no campo. “O alto custo de sensores, além de equipamentos de hardware e software, também prejudica a inovação”, disse França.

Mesmo assim, há mais de 800 startups do agronegócio em atuação no país. Cerca de 70% está no Sudeste. A maioria se dedica à tecnologia da informação (100 empresas), sistemas de gestão de fazendas (58), plataformas de marketplace e vendas (38), biotecnologia (35), alimentos (31) e fertilizantes (26), de acordo com dados de universidades, centros de pesquisa e do Ministério da Agricultura.

Para incentivar a inovação no setor, o governo pretende realizar ações coordenadas com universidades, prefeituras, instituições de pesquisa e o Ministério da Ciência e Tecnologia. O objetivo é criar polos tecnológicos agropecuários em cidades em que já existe um ambiente de criação direcionado ao agronegócio, como Piracicaba (SP). “Os esforços integrados deverão levar a novos patamares do uso agricultura 4.0, que deverá aumentar a produtividade no campo”, afirmou França.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *