Chuva forte causa alagamento e prejuízos na Ceagesp

FONTE: R7

Pelas redes sociais, comerciantes mostram prejuízo com as mercadorias atingidas. Comunidades próximas a Ceagesp também foram atingidas

A Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), a maior central de abastecimento de frutas, legumes, verduras, flores, pescados e diversos da América Latina, localizada na zona oeste de São Paulo está completamente alagada na manhã desta segunda-feira (10).

Uma forte chuva atingiu São Paulo durante toda a madrugada e deixou diversas regiões alagadas, prejudicou a circulação de ônibus, interditou estações da CPTM e bloqueou as marginais. De acordo com o Corpo de Bombeiros, são 320 enchentes, 36 desabamentos e 47 quedas de árvore.

Foram suspensas as atividades do Entreposto Terminal São Paulo (ETSP) da Ceagesp, localizada na avenida Doutor Gastão Vidigal, número 1946, na Vila Leopoldina, na zona oeste da Capital. A empresa afirmou que realizará um levantamento sobre os danos e perdas sofridos.

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), as vias local e expressa da marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, estão alagadas na altura da ponte do Jaguaré. A avenida Gastão Vidigal está alagada nos dois sentidos na altura do cruzamento com a avenida Mofarrej, próxima a região do Ceagesp.

Pelas redes sociais, pessoas relatam o prejuízo com as mercadorias atingidas pelas chuvas. Em vídeos compartilhados pelo Twitter, é possível ver frutas e caixas boiando na água das chuva que inundou o local. Comunidades próximas ao Ceagesp também foram atingidas.

Por meio de nota, a companhia informou que não opera hoje o Entreposto Terminal São Paulo na capital paulista, devido às fortes chuvas que causaram alagamentos em diversos pontos da região. “Todos os esforços estão sendo tomados para que a situação volte à normalidade o mais rápido possível, para o qual pedimos a compreensão e colaboração de todos.”

A companhia informou ainda que as informações sobre danos e perdas serão divulgadas assim que for realizado o levantamento de dados.

 

 

Outro vídeo divulgado nas redes sociais mostram uma pessoa com uma “prancha” improvisada remando entre os caminhões de mercadorias que abastecem a companhia.

 

Assista ao vídeo aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *