Reunião de Planejamento Anual da CONAFER é marcada por grandes expectativas para 2020

da Redação

Durante mais de uma semana a Diretoria Nacional da CONAFER junto aos Secretários da Confederação estiveram reunidos no Território Livre Girassóis, sede da Secretaria de Agroecologia, Meio Ambiente e Políticas Públicas da CONAFER, para discutir a conjuntura nacional e traçar planos e estratégias de atuação para o ano de 2020.
Estamos passando por um período dificil em nosso país ante a pandemia do Coronavírus que trouxe um desaquecimento da economia mundial com sérios efeitos no mercado brasileiro em todas as suas cadeias de produção. Porém, entendemos que a força que a agricultura familiar tem, juntamente com seu papel como setor econômico crucial para a alimentação e sustento de milhões de famílias brasileiras, a coloca como uma fonte segura de trabalho e renda devido à grande demanda social por seus serviços. Portanto, entendemos que com trabalho, dedicação, inovação e muito cuidado saíremos dessa crise de maneira excepcional.


Nosso lema para esse ano “É TEMPO DE CRESCER”, é muito apropriado em um período de oportunidades para investir em nossas bases, pessoas, produtos e serviços, na busca por um desenvolvimento sustentável em todas as áreas de atuação da CONAFER, sempre seguindo as diretrizes da Agenda 2030 da ONU por meio de parceria com o PNUD, o Programa das Nações Unidas para o
Desenvolvimento Sustentável, que agrega centenas de países e organizações internacionais em torno de um objetivo comum.
Dito isso, esse ano iremos trazer para o setor da agricultura familiar propostas e produtos inéditos até então, a Secretaria Nacional de Comunicação está desenvolvendo um estúdio próprio de Rádio e TV, onde irá produzir materiais audiovisuais periodicamente e voltados exclusivamente para o trabalhador do campo e aos povos originários de nosso país. Teremos drops de informações, jornal, tutoriais para melhorar os sistemas de produção, entrevistas, reportagens, podcasts e vídeos-ensaio, elevando assim o nível da informação em nosso setor. Também iremos produzir a primeira história
em quadrinhos voltada para as crianças da agricultura familiar, para que cada vez mais elas se vejam, se reconheçam e sintam orgulho em ser quem são.


Em paralelo a isso, lançaremos dois grandes projetos convocatórios no país, o primeiro deles se chamará EcoInvest Brasil e será um webprograma que terá como objetivo principal selecionar 10 projetos agroecológicos no país para receber um investimento-anjo que ajude a potencializar essas iniciativas. O segundo será o Campo das Artes, um chamamento nacional para artistas de diferentes segmentos, como música, artes, literatura, artesanato, com o objetivo de fortalecer e trazer visibilidade para os artistas do campo, das aldeias, quilombos e assentamentos, que muitas vezes são esquecidos por estarem longe dos grandes centros.


Outra frente importante de atuação vai ser a nossa Frente Política, que vai mapear todas as leis, MPs, decretos e afins que afetem a agricultura familiar de alguma forma para que possamos estar sempre ligados ao que acontece em Brasília, e que vai chegar até as bases. Essa mesma equipe também estará realizando extensa pesquisa sobre o trabalhador do campo, principalmente os aposentados rurais, para que possamos mapear demandas e necessidades de todos e ter uma atuação mais precisa para atender esse público historicamente negligenciado. Assim como já estamos fazendo, continuaremos com os trabalhos de Regularização Fundiária, Ambiental e escrituração das terras.


Uma outra novidade é a implementação da Secretaria de Tecnologia da Informação, que irá desenvolver um sistema interno da CONAFER para conectar a Confederação a todas as suas bases, sejam sindicatos, associações ou cooperativas, e também, em parceria com a Rede Mocambos, multiplicar o número de datacenters livres em nossa rede, para que nossa informação e nossos dados sejam de
fato nossos e não das grandes empresas de tecnologia.


Por falar em tecnologia, estamos com um projeto inovador chamado ERA, um sistema que irá revolucionar a forma de produzir do pequeno agricultor. Serão lotes privados que a CONAFER irá cessionar aos produtores já com um modelo de produção que gere alimento o ano todo, com ciclos de plantio que vão de 30 dias a um ano, garantindo renda mensal de forma inovadora e tecnológica de um jeito
que nunca foi feito antes em nosso país. Outra grande novidade são os Espaços CONAFER que serão implantadas nas capitais de todo o país, começando pela Região Norte. Serão lugares de assistência técnica, jurídica, administrativa, auxílio médico e de enfermagem, além de representação comercial e de marketing.
Nesse ano a CONAFER também irá mergulhar dentro da ancestralidade do Brasil através do projeto de resgate da língua Nheengatu. Com um especialista linguístico indígena, faremos um dicionário e enciclopédia da língua original, buscando o resgate da cultura e da tradição nas aldeias. Depois disso iremos levar essa e outras frentes de atuação para o mundo inteiro, com sede e ações próprias em Nova Iorque e na Europa, trabalhando junto à ONU.


Por fim, estaremos fortalecendo o Território Livre Girassóis, uma experiência revolucionária agroecológica, um laboratório de práticas de desenvolvimento sustentável e integração com o meioambiente, através de bioconstrução, energia solar e produções agroflorestais, sempre buscando práticas inovadoras e autônomas.


Será um ano importantíssimo na história da Confederação e estaremos fazendo de tudo para sempre oferecer mais produtos e serviços e qualificá-los cada vez mais. Entendemos que a hora é agora e o tempo é de crescer! E assim será! Cresceremos!

Estavam presentes na reunião:
Presidência da CONAFER
Secretaria Geral da CONAFER
Secretaria de Agroecologia, Meio Ambiente e Políticas Públicas
Secretaria Júridica Nacional
Secretaria Nacional de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Empreendedorismo Rural
Secretaria de Questões Indígenas
Secretaria de Políticas e Desenvolvimento da Amazônia Legal
Secretaria do Audiovisual
Secretaria de Políticas, Estratégias e Línguas dos Povos Originários
Secretaria de Tradições e Culturas dos Povos Originários
Coordenação Geral da Região Norte
Coordenação de Conflitos Agrários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *