Serão beneficiados 1,2 mil agricultores familiares e 185 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social com a compra de 3,1 mil toneladas de alimentos pelo Programa de Aquisição de Alimentos do governo federal


Da esquerda para a direita, Márcio Andrade, responsável pelo Escoamento e Produção do Espaço Roraima, Antônio Denarium, governador de Roraima, Maria Socorro, Chefe de Divisão de Cooperação Técnica e Evandro Pereira, Coordenador Espaço Roraima

O coordenador do Espaço CONAFER em Roraima, Evandro da Silva Pereira, e o diretor de Produção e Escoamento, Márcio Andrade, representaram a entidade no lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na sede do governo estadual, o Palácio Senador Hélio Campos. Na ocasião, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, anunciou que serão destinados R$ 5,2 milhões para a agricultura familiar no estado.

Segundo o governador Antonio Denarium, em 2019 o programa de Roraima recebeu R$ 1,5 milhões. O PAA compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, para destiná-los a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. “Precisamos fortalecer a agricultura familiar, ainda mais neste momento de pandemia, em que muitos enfrentam dificuldades”, ressaltou o governador.

De acordo com o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emerson Baú, os agricultores do estado já podem apresentar seus produtos às Casas dos Produtores Rurais, responsáveis pela destinação dos alimentos. Os novos recursos já estão disponíveis. “Hoje foi o protocolado, mas o ministério da Cidadania já tinha liberado para a gente fazer a operação”, afirmou.

A CONAFER além de estar presente no lançamento do PAA, na chamada Pública em Roraima, também entregou um documento com reivindicações do setor da pesca ao ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni

O novo pacote de investimentos vai impactar positivamente nas vidas dos agricultores familiares do estado. Recursos do governo local e de emendas parlamentares estão beneficiando, entre outras ações, o fomento à produção de agricultores e de apicultores – somente no ano passado, foram exportadas 65 toneladas de mel para a Alemanha; este ano, já há mais 20 toneladas prontas para exportação.

Também estão sendo revistos os preços praticados pelo PAA e foi solicitada a inclusão da Região Norte no PAA Leite, que atualmente é uma política específica para o Nordeste. Onyx Lorenzoni indicou que a questão está sendo estudada em Brasília.

Matérias relacionadas