A MELHOR GENÉTICA DO CAMPO AVANÇA PELO PAÍS: Programa +Pecuária Brasil da CONAFER e ALTA GENETICS conquista Tocantins e Mato Grosso do Sul

Pensado no final de 2020 e iniciado em janeiro de 2021, o +Pecuária Brasil nasceu para transformar a vida de milhares de agropecuaristas familiares brasileiros

O projeto do +Pecuária se materializa por meio de parcerias entre as Secretarias de Agricultura e Agropecuária dos estados e a CONAFER, que realiza a doação de centenas de milhares de doses de sêmens, produzidas pela multinacional Alta Genetics, durante os próximos 4 anos, beneficiando agropecuaristas familiares de todo o território brasileiro.

Para implantar o projeto nacionalmente, a equipe do +Pecuária da CONAFER realizou mais de 50 videoconferências com as secretarias de agricultura de todo o país até agora. O objetivo é fechar um ACT (Acordo de Cooperação Técnica) em cada estado. Os primeiros acordos já foram assinados com o Maranhão e Roraima. Nestes estados, as equipes técnicas de cada secretaria de agricultura estão formatando os planos de trabalho para dar início ao programa. As regiões e propriedades já estão sendo selecionadas para integrarem o +Pecuária durante os 4 anos do ACT.

A CONAFER e a Alta Genetics vão assim levar a tecnologia de inseminação artificial para o desenvolvimento dos rebanhos bovinos de corte e leite dos agricultores familiares brasileiros. Como resultado do melhoramento genético nestes estabelecimentos agrofamiliares, o crescimento socioeconômico dos agropecuaristas será importante para dar estímulo a todo o mercado agropecuarista do segmento da agricultura familiar, contribuindo para a implementação de novas políticas públicas nestes estados.

A melhor genética do campo chega em Tocantins e Mato Grosso do Sul

Pelos acordos assinados com a CONAFER, 25 mil doses de sêmens de touros premiados da Alta Genetics serão entregues aos agropecuaristas familiares do Tocantins e Mato Grosso do Sul nos próximos 4 anos

Os termos das minutas dos acordos de cooperação técnica foram apresentados, discutidos, analisados pelos departamentos jurídicos dos dois estados, e agora referendados em dois ACTs para dar início ao +Pecuária que irá beneficiar os agropecuaristas familiares tocantinenses e sul-mato-grossenses.

Pelo Censo Agropecuário do IBGE de 2017, das 50 mil propriedades agrofamiliares do estado do Tocantins, 35 mil são de agropecuaristas. O rebanho bovino destes pequenos produtores contava neste período com 1,3 milhão de cabeças de gado de corte e 150 mil de vacas leiteiras.

Pelo mesmo Censo, no Mato Grosso do Sul eram 43 mil propriedades de agricultura familiar, sendo 30 mil dedicadas à atividade pecuária com plantéis que somados chegam a 1,2 milhão de cabeças de gado de corte e 146 mil de vacas leiteiras.

São números muito parecidos e que demonstram a real importância, quase um protagonismo dos agropecuaristas no segmento econômico da agricultura familiar nestes estados. Assim, já existem as condições ideais para implantar o +Pecuária em diversos municípios do Tocantins e do Mato Grosso do Sul. Mais uma prova de que a CONAFER pensou bem à frente quando idealizou o programa +Pecuária Brasil. Que venham os próximos acordos para avançar ainda mais com a melhor genética do campo.

Bem-vindos ao +Pecuária Brasil, Tocantins e Mato Grosso do Sul!

+PECUÁRIA BRASIL: CONAFER sela parceria com ALTA GENETICS e leva melhoramento genético a todo o país

da Redação

Equipe do +Pecuária já realizou mais de 50 horas de reuniões e videoconferências com 20 estados para levar aos agropecuaristas familiares o programa de inseminação artificial inédito no Brasil

Depois de mapear o DNA da agropecuária familiar brasileira, a CONAFER, em parceria com a ALTA BRASIL, com sede em Uberaba-MG, do player internacional, a canadense ALTA GENETICS, tem a missão de operacionalizar um projeto ambicioso para entregar em forma de doação, e durante 4 anos, 150 mil doses de sêmens para mais de 2 mil pequenas propriedades agropecuaristas.

Leia também no site da Alta Genetics

O desafio, do tamanho do nosso vasto território, é uma grande oportunidade que a Confederação tem de contribuir decisivamente em uma mudança na vida socioeconômica de milhares de agropecuaristas e suas famílias, produtores que ainda desconhecem o melhoramento genético e sua importância na qualificação do rebanho ao longo do tempo, e consequentemente, o impacto altamente positivo em suas propriedades.

Será por meio do melhoramento dos seus plantéis, que os nossos pequenos pecuaristas terão acesso aos benefícios das novas tecnologias, fator decisivo para a evolução de qualquer segmento econômico. No caso da agropecuária familiar, obter as vantagens do melhoramento genético é fundamental para ter diferencial competitivo. Dados de produção e comercialização, indicam um aumento significativo na lucratividade dos estabelecimentos que praticam a inseminação artificial.

O compromisso entre a CONAFER e a ALTA BRASIL é oferecer ao público da pecuária leiteira e de corte, um pacote genético completo, desde a fase hormonal, passando pela inseminação e acompanhamento dos bezerros, além de promover treinamentos aos técnicos do projeto, com performances e ações que os inseminadores deverão realizar durante todo o +Pecuária.
Um aliado do programa é o software ALTA GESTÃO, uma ferramenta capaz de realizar o acompanhamento produtivo e reprodutivo das matrizes, e também a criação dos bezerros, permitindo avaliações contínuas do rebanho.

O mercado de melhoramento genético no Brasil e sua evolução

Em 10 anos o mercado de melhoramento genético voltado para o gado de corte cresceu 6 vezes mais que o mercado voltado ao gado leiteiro. O uso do melhoramento genético de bovinos de corte no Brasil cresceu 188% nos últimos dez anos. Já nos rebanhos leiteiros este crescimento foi de apenas 30%, quando comparados.

O Brasil é o 5º maior produtor de leite do mundo e 80% dos municípios brasileiros produzem leite em mais de 1 milhão de propriedades. Uma das características econômicas dessa atividade é o rápido retorno financeiro aos produtores.

A maior parte dos estados no Norte e Nordeste têm baixa adoção de melhoramento genético. A concentração desta tecnologia nas regiões, Sul, Sudeste e Centro-Oeste, revela o desequilíbrio regional no desenvolvimento do mercado da bovinocultura no país.

Leia mais sobre a parceria

Para fazer frente a estas distorções, o presidente da CONAFER, Carlos Lopes, reafirmou o seu compromisso à frente da entidade “em desenvolver o setor agropecuário utilizando tecnologia de ponta e alta qualidade no trabalho de reprodução, atingindo desta forma uma elevada performance. Vamos fazer um trabalho de excelência em todo o país, entregando ao agropecuarista as melhores condições para o seu fortalecimento, protagonismo no setor e aumento da lucratividade, melhorando a sua atuação como produtor, inspirando e estimulando a criação de novos programas no futuro”.

O diretor-presidente da ALTA BRASIL, Heverardo de Carvalho, corrobora as palavras do presidente Carlos Lopes, ao explicar que
“esta parceria é de imensa importância para toda a pecuária brasileira, pois auxiliará pequenos produtores rurais a terem acesso à inseminação artificial. Esta técnica é absolutamente fundamental para o futuro da atividade pecuária e para o sucesso de empreendedores familiares, que precisam e merecem ser valorizados e incentivados”.

Sustentabilidade, crescimento produtivo e geração de lucros

O melhoramento genético é a melhor ferramenta para responder à demanda por melhoria na produção agropecuarista familiar. A tecnologia da inseminação artificial faz a diferença no aumento de produção de arrobas por hectare, no tamanho da carcaça, mas também atua na ponta importante da redução de custo, na precocidade, na fertilidade, na eficiência alimentar, na resistência às doenças. Em resumo, o melhoramento genético diminui o custo, aumenta a produção, além de muitas outras vantagens:

• Aumenta a lucratividade da propriedade em até 14 vezes;

• Possibilita o uso de touros provados;

• Ajuda a evitar consanguinidade;

• Facilita o cruzamento entre as raças;

• Permite estocagem e transporte de material genético;

• Facilita o teste de progênie;

• Auxilia no controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis, DSTs;

• Atua na sustentabilidade ambiental. No mais positivo dos cenários, em relação ao desempenho, poderíamos ter o dobro de produção em metade das terras ocupadas hoje pela bovinocultura.

CONAFER quer construir uma expansão no mercado agropecuário familiar brasileiro

Este grande impacto econômico na vida dos agricultores familiares brasileiros, motiva ainda mais a CONAFER a potencializar esta parceria com a ALTA GENETICS, multinacional com expertise no gerenciamento genético e reprodutivo de rebanhos, presente em mais de 90 países.
O potencial de crescimento da inseminação no Brasil é enorme. Hoje, 58% da produção leiteira do país vem dos pequenos produtores. Temos 36 milhões de agricultores familiares responsáveis por mais de 70% do alimento consumido pela família brasileira, principalmente em tempos de pandemia.
São números robustos que abrem uma perspectiva de expressivo aumento na demanda por tecnologias de inseminação artificial em todas as regiões brasileiras, já devidamente levantadas conforme dados e estudo desta Confederação.
Portanto, a CONAFER, ao firmar o acordo com a ALTA BRASIL, assegura aos agropecuaristas um processo de excelência no melhoramento genético dos seus rebanhos, que além do elevado padrão de qualidade, terão agora uma fértil relação de parceria para levar adiante a missão contínua de trabalhar para alimentar 212 milhões de brasileiros, trazendo mais desenvolvimento socioeconômico, com geração de empregos, inclusão social e segurança alimentar ao país.