da Redação

A CONAFER e a SDA, Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará, assinaram nesta quinta-feira, 14 de outubro, um acordo de cooperação técnica que envolve 11 municípios para distribuição de 3 mil doses de sêmen pelo programa +Pecuária Brasil. A cerimônia de lançamento ocorreu na manhã de ontem, quinta-feira 14 de outubro, em Quixeramobim, município a 250 km da capital Fortaleza. Além dos pecuaristas agrofamiliares quixeramobimenses, também serão beneficiados os pequenos produtores de Iguatu, Quixelô, Quixeramobim, Deputado Irapuan Pinheiro, Solonópole, Quiterianópolis, Jucás, Jaguaretama, Jaguaribe, Novo Oriente e Iracema. O rebanho bovino no Ceará somava 2,5 milhões de cabeças até 2020, segundo dados da Pesquisa da Pecuária Municipal, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agora com o +Pecuária, que surgiu da parceria entre a CONAFER e a líder mundial em inseminação artificial, a ALTA GENETICS, é possível ampliar esta perspectiva, pois o melhoramento genético é a melhor ferramenta para responder à demanda por produtos de alto valor agregado, sustentabilidade ambiental e fortalecimento de toda a cadeia produtiva da agropecuária familiar, gerando mais emprego e renda no campo

O governo do estado e os pecuaristas agrofamiliares cearenses, que serão beneficiados ao longo de 4 anos pelo programa, receberam com muita alegria a chegada do +Pecuária, o maior programa de melhoramento genético da agricultura familiar brasileira. O rebanho bovino no Ceará, em 2019, registrou recorde na série histórica de produção leiteira, com quase 800 milhões de litros. Em 2020 houve aumento na produtividade do plantel e de crescimento e diversificação da indústria de laticínios, o que fortaleceu ainda mais a cadeia produtiva da pecuária bovina no Estado. É neste cenário de crescimento e apoio do governo cearense às iniciativas voltadas aos pequenos pecuaristas, que o +Pecuária Brasil chega ao Estado.

Lançamento do +Pecuária ocorreu na Fazenda Normal, fazenda modelo de estudos tecnológicos da Ematerce

Sede da Ematerce em Quixeramobim – CE

Considerada um dos principais patrimônios do Estado e de estudos tecnológicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), a Fazenda Normal tem ações de pesquisa em uma unidade rural transformada em um Centro de Convivência com o Semiárido. Além de especialistas e técnicos, estudantes universitários difundem técnicas e desenvolvem práticas de campo, tanto na área da agricultura quanto da pecuária.
A Fazenda Normal, localizada no município de Quixeramobim, ocupa uma área de 1.507 hectares, e conta com total infraestrutura para os pesquisadores e aprendizes poderem permanecer por um maior período no campo de pesquisas e estudos.

Em pé ao microfone, Amanda Soares, uma das coordenadoras do +Pecuária Brasil. Na mesa: Antônio Amorim, presidente da Ematerce; a prefeita de Quiterianópolis, Priscilla Barreto; Carlos Bezerra, secretário Executivo do Desenvolvimento Agrário; o prefeito de Quixeramobim, Cirilo Antônio Pimenta Lima; Ricardo Silveira, prefeito de Quixada e o prefeito de Jucás, Édson Riva Cunha

A bovinocultura leiteira é uma das poucas atividades que são viáveis de cultivo em sequeiro no Ceará, isto é, que depende apenas de chuva. Além disso, ela estabelece uma renda contínua pelas excelentes condições da cadeia produtiva cearense. Por isso, a produção pode aumentar que o mercado consumidor vai absorver. O melhoramento genético já chegou ao Estado, mas desta forma, levando o sêmen diretamente ao pequeno produtor durante 4 anos, é algo inédito e muito bem-vindo. Uma característica climática ajuda no desenvolvimento dos rebanhos do Ceará: a temperatura é adequada tanto para a criação de gado leiteiro como para a engorda do animal destinado para corte. Dos dez maiores produtores de leite no Brasil, três estão no Ceará.

Sobre o desenvolvimento do setor no Estado, o governo cearense tem buscado iniciativas para valorizar os produtos lácteos, impulsionar a indústria e ao mesmo tempo acompanhar o produtor no campo: melhoramento genético do rebanho, gerenciamento das propriedades rurais, da qualidade do leite, da formação de reserva alimentar para o gado.

Agora com o +Pecuária, a agropecuária familiar cearense recebe mais um impulso importante, não apenas pelo aspecto de melhoria da qualidade dos plantéis, como também pelo horizonte que se abre para todo o segmento agrofamiliar.

O presidente Carlos Lopes, parabenizou toda a Equipe da CONAFER, “em especial aos coordenadores e responsáveis pela efetivação do + Pecuária Brasil, pelos produtores cearenses estarem mais confiantes e felizes com este lançamento. Estaremos proporcionando tecnologia e melhoramento na cadeia produtiva da pecuária brasileira, todos juntos e ao mesmo tempo”.

Saiba mais sobre o +Pecuária Brasil

+Pecuária Brasil é + vantagens ao pecuarista agrofamiliar

A reprodução é um dos fatores que mais afetam a produtividade e a lucratividade de um rebanho. Uma fazenda com bom desempenho reprodutivo consegue produzir mais, vender mais e gerar mais lucro. Os produtores terão apoio técnico para o melhoramento genético do seu plantel por meio de inseminação artificial. Tudo sem custos durante 4 anos e com acompanhamento do gado inseminado neste período.

+Pecuária Brasil é + qualidade no rebanho

As doses, insumos e logística são de responsabilidade da CONAFER. A alta qualidade dos sêmens tem a garantia da empresa ALTA GENETICS, referência internacional em genética bovina. O programa trabalha com touros provados e acesso ao catálogo de raças da ALTA GENETICS, reduzindo as chances de doenças genéticas nos plantéis.

+Pecuária Brasil é + lucro no negócio

Com a melhora dos índices de reprodutividade, eleva-se a produção leiteira, a qualidade do gado de corte e a lucratividade final do produtor. A garantia de um rebanho certificado aumenta o valor do produto final, melhora a comercialização e cria perspectivas de futuro para o negócio.

+Pecuária Brasil é + tecnologia na produção

A tecnologia da inseminação artificial atua no aumento de produção de arrobas por hectare, no tamanho da carcaça, na fertilidade, na eficiência alimentar, na resistência a doenças. Em resumo: o melhoramento genético diminui o custo e aumenta a produção. Um software de Alta Gestão fará o gerenciamento da reprodução, melhorando a taxa de prenhez e os índices de reprodutividade. O sistema é online, e depois de alimentado com informações reprodutivas da fazenda, gera listas, gráficos e relatórios para tomadas de decisões de forma rápida e precisa.

+Pecuária Brasil é + sustentabilidade no campo

O melhoramento genético é a melhor ferramenta para responder à demanda por sustentabilidade ambiental. No mais positivo dos cenários, em relação ao desempenho, é possível ter o dobro de produção em metade das terras ocupadas atualmente pela bovinocultura. A produção sustentável garante mais lucros com menores custos, conserva os solos e os recursos hídricos, preserva a biodiversidade, possibilita o sequestro de carbono maior que a emissão de metano dos bovinos, além da pastagem com melhor qualidade nos períodos críticos do ano.

+Pecuária Brasil é + desenvolvimento para os estados

O programa integra-se às políticas públicas dos estados. Por meio de um Acordo de Cooperação Técnica com a CONAFER, os governos estaduais têm a oportunidade de fomentar o setor, melhorar as condições socioeconômicas dos pequenos produtores, gerar mais empregos, levar nova tecnologia ao campo e ampliar as receitas estaduais com o crescimento de toda a cadeia produtiva agropecuarista.

Com informações da TrendsCE.

Recommended Posts