Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

da Redação

O projeto em sua segunda edição tem as inscrições abertas até o dia 1º de abril de 2022, quando oito roteiros turísticos serão selecionados. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Ministério do Turismo (MTur) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) também apresentaram os resultados da 1ª edição do Projeto Experiências do Brasil Rural que envolveu 150 famílias. O Projeto Experiências do Brasil Rural foi lançado em 2020 com o objetivo de impulsionar produtos e serviços da agricultura familiar associados ao turismo, para proporcionar vivências inovadoras aos visitantes, diversificar a oferta turística nacional e gerar alternativas de renda no campo. Participaram da primeira edição do projeto a Rota Amazônia Atlântica, do Pará; a Terra Mãe do Brasil, Seus Caminhos, Segredos e Sabores, da Bahia; o Agroturismo do Espírito Santo; a Rota do Queijo Terroir Vertentes e a Rota Gourmet das Terras Altas da Mantiqueira, em Minas Gerais; o Caminhos do Campo, em Santa Catarina; a Ferradura dos Vinhedos e o Roteiro Farroupilha Colonial, no Rio Grande do Sul

Rota do Queijo Terroir Vertentes – Foto: Divulgação/Mapa

Ao longo de quase 10 meses, os roteiros turísticos selecionados foram acompanhados pela equipe técnica do projeto em atividades de diagnóstico, capacitação e mentorias, oficinas para formatação de experiências turísticas memoráveis, validação e apoio à comercialização.

A primeira edição do projeto contemplou as cadeias produtivas do queijo, vinho, cerveja e frutos da Amazônia, beneficiou cerca de 150 famílias, criando mais de 70 produtos de experiências turísticas memoráveis, incluindo vídeos promocionais e catálogos de experiências.

Fábio Pinheiro, secretário dp MTur, anunciou oficialmente a 2ª edição do projeto, que está com edital de seleção aberto até o dia 1º de abril. “Na segunda edição, daremos atenção especial às cadeias produtivas do café, da cachaça, da farinha de mandioca e do mel, ampliando a estruturação de experiências turísticas no âmbito do turismo rural e gastronômico e garantindo que os turistas tenham uma experiência cada vez melhor”.

O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Márcio Cândido, ressaltou que o projeto contribui para ampliar a renda do pequeno produtor. “É uma oportunidade e uma inovação para o agricultor familiar, que é capacitado para preparar o seu produto para o turismo, para receber o turista e até para hospedá-lo em sua propriedade rural”.

Segundo o coordenador de Integração Acadêmica da UFF, André Brandão, a iniciativa trouxe contribuições também para a universidade. “Uma parceria que redundou num trabalho de pesquisa e extensão, com resultados muito concretos para segmentos da sociedade nacional e, em especial, segmentos que estão articulados nessa inter-relação entre turismo e agricultura familiar. Trouxe também resultados acadêmicos importantes para a UFF, seja à produção de conhecimento, seja às produções docente e discente”.

>> Clique aqui para conhecer os roteiros e conferir os vídeos promocionais

Atividades desenvolvidas

Para cada um dos roteiros atendidos foram realizados diagnósticos em quatro dimensões – Experiência, Hospitalidade, Qualidade Técnica e Gestão & Marketing -, avaliadas por meio de questionários e oficinas virtuais, que subsidiaram a construção de planos de ação.

Em seguida, na etapa de “Qualificação dos Roteiros”, foram realizados dez minicursos de capacitação, totalizando uma carga horária de 200 horas aula, além de atividades de mentoria, que somaram 200 horas de atendimento individualizado para os agricultores familiares.

Os participantes do projeto contaram, ainda, com os seminários virtuais “Visões de Mercado”. Foram quatro palestras com empreendedores da área e representantes do mercado, que apresentaram conteúdos inovadores sobre turismo rural. A representante da rota Amazônia Atlântica do Pará, Hortência Osaqui, relata a experiência de participar da primeira edição do projeto. “Foi único receber todas essas capacitações na nossa casa, com todo esse empenho profissional. Eu quero dizer que não foram feitas apenas experiências memoráveis, mas também experiências de transformação na vida das pessoas”.

Rota da Amazônia Atlântica, no Pará – Foto: Divulgação/Mapa

Na etapa de “Desenvolvimento das Experiências”, o projeto realizou 64 oficinas, que resultaram na criação de 71 experiências turísticas, posteriormente validadas pelas equipes do MTur e da UFF durante as visitas técnicas aos roteiros. Já na etapa de “Promoção e Apoio à Comercialização”, os representantes dos roteiros e seus empreendimentos participaram de dois eventos: Feira Internacional de Turismo de Gramado (Festuris) e Festival de Turismo das Cataratas.
Para Fabiana Dickmann, representante da rota Caminhos do Campo, situada em Santa Catarina, o projeto trabalhou questões importantes e que nem sempre são lembradas. “Foi pensando em todos os detalhes quando escreveram esse projeto e a gente sentiu isso aqui na ponta. Nós, aqui no interior do estado de Santa Catarina, pudemos observar o quanto foi importante esse movimento. Foi pensado desde as bagagens que iam para os estandes das feiras até o momento da Cozinha Show, no qual recebemos os chefs de cozinha para fazer as atividades”.

Assista aqui a live de encerramento da 1ª edição do projeto Experiências do Brasil Rural

Inscrições abertas

A segunda edição do Projeto, com as inscrições abertas até o dia 1º de abril de 2022, selecionará oito novos roteiros turísticos, que contarão com apoio técnico para estruturação dos destinos e empreendimentos, bem como a comercialização de produtos e serviços. O início das atividades com os roteiros está previsto para o mês de maio.

Clique aqui para inscrever um roteiro e acompanhar todas as etapas do processo de seleção.

Com informações do Mapa.

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.