Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

Mais uma grande conquista para o ITT. A Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia, por meio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural, a BAHIATER, publicou em Diário Oficial o resultado da chamada pública ATER Biomas 2022,  que selecionou o ITT – Instituto Terra e Trabalho, para prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural no bioma Território Costa do Descobrimento, nos municípios de Itabela, Porto Seguro e Eunápolis, todos localizados no litoral sul baiano. O Edital nº 001/2022 seleciona entidades executoras de assistência técnica e extensão rural para promoção do desenvolvimento rural sustentável e produção de alimentos saudáveis nas unidades produtivas familiares dos biomas baianos. O período de execução do projeto de ATER é de 5 anos.

Itabela a 675 km de Salvador é uma das cidades do projeto de ATER na Costa do Descobrimento

O ITT contou com o apoio da CONAFER, parceira do Instituto no desenvolvimento de projetos. O trabalho foi incansável para que o edital de assistência técnica e extensão rural BAHIATER selecionasse o projeto do ITT, cujo objetivo é atuar na sustentabilidade das 28 comunidades pataxó do Extremo Sul e Costa do Descobrimento da Bahia, no atendimento a aproximadamente 15 mil indígenas durante o período de 5 cinco anos de sua execução in loco. 

Porto Seguro possui aproximadamente 90 quilômetros de praias tropicais.

A equipe de engenheiros agrônomos e técnicos das mais diversas áreas de atuação, conforme acordo de cooperação entre o ITT e a CONAFER, estão prontos e capacitados para a responsabilidade de executar este trabalho tão importante para o desenvolvimento sustentável em territórios indígenas.

Eunápolis fica a 700 km da capital baiana e tem 115 mil habitantes

Quem é a BAHIATER, a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural 

O órgão atua sob regime especial de administração direta, integrante da estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Rural,a SDR, com a finalidade de promover a execução de políticas de desenvolvimento da assistência técnica e extensão rural, especialmente as que contribuam para a elevação da produção, da produtividade e da qualidade dos produtos e serviços rurais para a melhoria das condições de renda, da qualidade de vida e para a promoção social e desenvolvimento sustentável no meio rural baiano.

Competências

– Apoiar iniciativas econômicas que promovam as potencialidades e vocações territoriais e locais;

– Promover o aumento da produção, da qualidade e da produtividade das atividades e serviços agropecuários e não agropecuários, inclusive agroextrativistas, florestais e artesanais; III ­ promover a melhoria da qualidade de vida dos beneficiários dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural ­ ATER;

– Assessorar as diversas fases das atividades econômicas, como a gestão de negócios, sua organização, a produção, inserção no mercado e abastecimento, observando as peculiaridades das diferentes cadeias produtivas;

– Desenvolver ações voltadas ao uso, manejo, proteção, conservação e recuperação dos recursos naturais, dos agroecossistemas e da biodiversidade;

– Construir sistemas de produção sustentáveis a partir do conhecimento científico, empírico e tradicional; VII ­ desenvolver políticas com o intuito de contribuir com a melhoria da renda do público beneficiário e agregar valor à sua produção;

– Apoiar o associativismo e o cooperativismo, bem como a formação de agentes de ATER;

– Promover o desenvolvimento e a apropriação de inovações tecnológicas e organizativas adequadas ao público beneficiário e a integração deste ao mercado produtivo nacional;

– Promover a integração da ATER com a pesquisa, aproximando a produção agrícola e o meio rural do conhecimento científico;

– Contribuir para a expansão do aprendizado, da educação e da qualificação profissional, de forma diversificada, apropriada e contextualizada à realidade do meio rural brasileiro.

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.