Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

Carlos Lopes: “Não estamos aqui porque resistimos, mas porque sempre existimos”

A data de 11 de junho de 2021 é uma data histórica para a CONAFER e os povos indígenas, em especial os agropecuaristas de Roraima, os primeiros bovinocultores a receberem o programa +Pecuária, inédito no país, e que vai levar o melhoramento genético aos rebanhos, de corte e leite, para estados e municípios por meio de acordos de cooperação técnica

A sexta-feira 11 começou chuvosa em Boa Vista. Da capital de Roraima até a fazenda Xanadu, na cidade de Pacaraima, quase fronteira com a Venezuela, são 160 km de estrada entre platôs, savanas, lavrados, plantios de soja, lagoas temporárias formadas pelas chuvas, alguns bosques de palmeiras, belos rios entrecortando longos trechos de cerrado, o bioma dominante até o pé da serra de Pacaraima.

A Fazenda Xanadu, em Pacaraima, 160km da capital Boa Vista

Neste cenário, vislumbra-se uma fazenda coletiva de 12 mil hectares que recebe o gado das aldeias Macuxi, Tuxaua, Wapixana e Taurepang, e que historicamente dará início à implantação do +Pecuária Brasil. Assim que a equipe da CONAFER chegou na Xanadu, o céu abriu e se descortinou uma extensa planície coberta por um verde muito vivo, iluminado pelo sol já sem nuvens, anunciando que o calor dominaria o dia. Depois de alguns quilômetros dentro da Xanadu, na entrada da sede um banner dava as boas-vindas ao +Pecuária.
Junto com a CONAFER, estavam representantes da ALTA GENETICS, todos recepcionados pelos anfitriões, o governo do Estado por meio do secretário Aluízio Nascimento, da Seapa, a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, junto com as lideranças indígenas de Roraima e o gerente da fazenda, Alichard Lima da Silva, o Alemão.

Vídeo de apresentação do +Pecuária Brasil

As duas horas que antecederam o lançamento oficial antes do almoço preparado pelas famílias que moram e trabalham na Xanadu, foram importantes para troca de informações, conhecimento mais profundo do projeto, e principalmente, pelo encontro com os representantes de 81 mil indígenas do Estado, agora fiéis depositários do nascimento do +Pecuária Brasil em Roraima.

Parte do rebanho que terá o melhoramento genético do +Pecuária Brasil

Uma articulação importante para apresentar o +Pecuária ao governo do Estado, foi realizada entre a secretária Ilaine Henz, da Seampu, Secretaria de Articulação Municipal e Política Urbana, e o Espaço CONAFER, coordenado por Evandro Pereira, em Boa Vista. Também foi fundamental a receptividade dos agropecuaristas indígenas, muito bem lembrada por Marcelo Pereira, coordenador Geral dos Povos Indígenas da Terra de São Marcos, e que reúne as etnias envolvidas no programa.

Jovens vaqueiros Macuxi da Xanadu

Ilaine Henz, que ainda responde pela Secretaria de Relações Internacionais do Estado, lembrou da mobilização que envolveu a chegada do projeto, e que viabilizou o acordo e a escolha de 4 municípios que ao longo de 4 anos vão receber o +Pecuária. Segundo Ilaine Henz “o governo já realiza um investimento para incentivar a produção de grãos nas comunidades engajadas no +Pecuária, e isso vai ajuda a fortalecer a cadeia produtiva, assim é de grande valia ter este trabalho da CONAFER trazendo material genético através da ALTA GENETICS para melhorar o rebanho roraimense, porque a inovação e a tecnologia são o futuro, trazendo a capacitação dos produtores, a sustentabilidade, tudo para nascer um novo produtor”.

A Xanadu será um modelo para aplicar o +Pecuária pelo Brasil

Alemão, gerente de propriedade, explicou que “a Xanadu está localizada dentro do Território São Marcos, no município de Pacaraima, hoje são 26 comunidades que trabalham com a Xanadu, uma fazenda-depósito que recebe os vários rebanhos que serão multiplicados e repassados às comunidades, para vender o gado e fazer novos investimentos para melhorar a condição de vida de todos”. Segundo Alemão, “a Xanadu, que hoje tem 700 cabeças de bovinos, entre bois, vacas e garrotes, pode realizar com o +Pecuária um antigo sonho de melhoramento genético do seu rebanho”.

Guilherme Marquez, gerente de Leite Nacional da ALTA GENETICS, Márcio Delfino, gerente de vendas da ALTA e Renato Guimarães, diretor técnico do +Pecuária pela CONAFER, conheceram a Xanadu, recolheram informações e conversaram com a equipe da fazenda sobre os procedimentos, ações e as demandas a partir de agora, em especial com a equipe técnica da Seapa, Wenilson Nantes, coordenador, Marcelo Levi, veterinário, e Almir Moraes, agrônomo.

Nos discursos de lançamento, a importância dos povos indígenas no pioneirismo do projeto

O inédito programa +Pecuária Brasil é uma parceria da CONAFER com a ALTA GENETICS, líder no mercado de inseminação artificial para levar mais de 200 mil doses de sêmens aos agropecuaristas de todo o país. Com a tecnologia do melhoramento genético, os pequenos produtores vão dar um grande salto de qualidade para desenvolver ainda mais a pecuária familiar brasileira.
Para o secretário de Agricultura e Empreendedorismo Rural da CONAFER, Paulo Souza, “ao colocar os agropecuaristas indígenas na ponta do processo, a CONAFER oferece a este segmento agropecuário familiar um projeto de crescimento socioeconômico para avançar na busca por autonomia”.

Tiago Lopes, vice-presidente e secretário geral da CONAFER falou que diante das dificuldades do pequenos produtores de todo o país e da logística que envolve o +Pecuária em Roraima, esta é uma chance de melhorar a vida de todos, e deixou uma mensagem aos parentes indígenas presentes: “agarrem esta oportunidade, suguem todo o conhecimento e aprendam tudo que puderem com os profissionais que vão estar aqui na Xanadu, porque este é um marco legal para mostrarmos ao Brasil que estamos em um alto nível de genética”.

O presidente Carlos Lopes ouviu algumas das lideranças indígenas de Roraima

O presidente da CONAFER, Carlos Lopes, idealizador do +Pecuária Brasil, fez um discurso que emocionou a todos, e iniciou agradecendo aos governos federal, estadual, municipal representado pelo vice-prefeito de Pacaraima, Simeão Peixoto, e às lideranças indígenas, “pelo acolhimento da CONAFER como um parceiro, nem em cima, nem embaixo, mas do lado. É assim que nós mostramos para o resto do Brasil, para os outros 26 estados da Federação, que nós existimos, como estamos fazendo há 521 anos. Porque neste território chamado Brasil, temos que provar todo dia que existimos, que não é resistência, é existência com amor e alegria. E quando a CONAFER se dispôs a criar o +Pecuária, foi buscar no mundo a empresa mais capacitada, e encontrou a ALTA GENETICS para realizar o melhoramento de ciclo curto e acelerar os ganhos em lucratividade dos agropecuaristas, para ganhar mais em menos tempo. E ganhando mais, mais pessoas serão beneficiadas, com mais educação, mais saúde, sendo exemplo para as novas gerações. Porque o futuro são eles amanhã. A nós cabe a responsabilidade de fazer tudo isso também com a fruticultura, a piscicultura e toda a agricultura, porque é nossa obrigação fazer. Temos de ser úteis para o sucesso coletivo e sendo úteis podemos mostrar a nossa diversidade, e contribuir para melhorar não apenas a pecuária de Roraima, mas o próprio Estado e o seu povo.”

À esquerda, o secretário de Agricultura de Roraima, Aluízio Nascimento, o presidente da CONAFER, Carlos Lopes, e à direita, Guilherme Marquez, gerente de Leite Nacional da ALTA GENETICS

Sobre o acordo com a CONAFER, o secretário Aluízio lembrou das suas origens de agricultor, e que após conhecer a minuta de ACT enviada pela entidade ao governo do Estado, foram 3 semanas para a sua assinatura e publicação no Diário Oficial da União. O secretário informou que o atual governo roraimense vai editar o programa Roraima 2030, um plano de Estado com medidas estruturantes. E terminou falando a todos do “orgulho em receber o +Pecuária no Estado, que o ambiente favorável está montado para construir novas parcerias e uma Roraima melhor para todos”.

Leave a Comment

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.