Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

A CONAFER, por meio da Secretaria Nacional de Assuntos Indígenas, realizou uma missão pelos munícipios ligados pelo Rio Negro dentro da maior região do país, apresentando a entidade e trazendo milhares de novas filiações.

O rio Negro é o maior afluente da margem esquerda do rio Amazonas, o sétimo maior rio do mundo em volume de água e tem sua origem entre as bacias do rio Orinoco e Amazônica.

Com mais de dois mil quilômetros de extensão, o Rio Negro tem uma biodiversidade única, caracterizando-se por um ecossistema e beleza incomparáveis. Passando pela Colômbia, Venezuela e Brasil, a maior parte do seu percurso fica no Amazonas.

Suas águas escuras abrigam lindos fenômenos da natureza, lendas da cultura popular, como o boto cor-de-rosa, mas guardam principalmente uma riqueza econômica que transforma-se em cenário de subsistência, resiliência e de desenvolvimento do seus ribeirinhos, pescadores e todas as categorias de agricultores familiares que vivem próximos de suas margens e zona de influência.

Reunião com a Associação de Mulheres Indígenas da Amazônia na sede da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), em Manaus

O objetivo da “Missão CONAFER sem fronteiras” foi fomentar atividades e projetos na área da agricultura familiar nesta região tão importante para a CONAFER, promovendo encontros com lideranças, incentivando o segmento econômico agrofamiliar, além de gerar intercâmbio de comercialização e produção entre os povos.

Iniciada em Manaus, a missão foi composta pelos secretários CONAFER de Assuntos Indígenas, Júnior Xukuru, e de Articulação Indígena, Wendas Souza Santos; pelo diretor nacional da União Nacional Indígena (UNI), Alessandro Pataxó; Cacique Bráz – cacique geral do baixo Tapajós -; e por Alcyjara Lacerda, cientista política da CONAFER.

Diretoria das Mulheres Indígenas da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN)

A equipe partiu para São Gabriel da Cachoeira – considerada a cidade mais indígena do Brasil -, onde foi recebida por Marivelto Baré e Edson Baré, respectivamente presidente e coordenador do Departamento de Educação da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN). O grupo se reuniu com a diretoria da FOIRN e conheceu os espaços de comercialização de artesanatos, nos quais, por meio de parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), os indígenas comercializam diretamente os artigos.

Durante a missão, ocorreu também a 15° Assembleia da FOIRN, durante a qual foram apresentados os trabalhos e projetos da CONAFER para os povos indígenas representados pela federação.

Comercialização de artesanato Tukano em Barcelos

A missão da CONAFER esteve também em Barcelos – que foi a primeira capital do estado do Amazonas – e se reuniu com a equipe da Associação Indígena de Barcelos (ASIBA), apresentando projetos e recebendo filiações. O trabalho da CONAFER nesta localidade é auxiliar os produtores a obterem acesso a crédito para fomentar a produção na região.

A CONAFER realiza várias atividades em terras indígenas, motivando a autonomia econômica das comunidades dos povos originários. O trabalho desenvolvido busca continuamente o cumprimento das diretrizes globais da Agenda 2030 da ONU, cujo compromisso é erradicar a fome, pôr fim à miséria e garantir a segurança alimentar do planeta.

Leave a Comment

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.