Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

da Redação

O Mapa apresentou o Programa de Fomento à Agricultura Irrigada, para promover o desenvolvimento sustentável da região Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo; Profinor tem prazos e taxas mais acessíveis para financiar ações de inovação e sustentabilidade

A ideia do Programa de Fomento à Agricultura Irrigada no Nordeste, o Profinor, lançado, nesta quinta-feira (29), pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e pelo Banco do Nordeste, um dos principais agentes de crédito do programa, é ajudar na acessibilidade aos recursos para promoção do desenvolvimento sustentável do segmento agrofamiliar no Nordeste, no norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo, aumentando a produtividade agrícola pela irrigação nas propriedades dos pequenos produtores destas regiões.

Ministra Tereza Cristina do Mapa deu mais detalhes do Profinor durante o lançamento

“Coloquei como uma missão no Ministério da Agricultura fazer uma política forte, para oferecer para o Nordeste as mesmas condições da produção agropecuária do Centro-Sul”, afirmou a ministra Tereza Cristina.

A ministra destacou o potencial da região Nordeste para a agricultura irrigada. “O Nordeste tem um enorme potencial agropecuário, mas que é limitado pelas suas dificuldades hídricas. Historicamente, essa região tem sofrido muito com esses problemas que atingem também o norte dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, prejudicando, sobremaneira, os produtores rurais dessas regiões, especialmente aqueles pequenos e médios produtores, cujos recursos são escassos.”

Programa segue a Política Nacional de Irrigação

A Política Nacional de Irrigação tem como objetivo incentivar a ampliação da área irrigada; aumentar a produtividade sustentável; e reduzir os riscos climáticos inerentes à atividade agropecuária, principalmente nas regiões sujeitas a baixa ou irregular distribuição de chuvas. Outro objetivo é promover o desenvolvimento local e regional, com prioridade para as regiões com baixos indicadores sociais e econômicos.

Com a ampliação da área rural irrigável destas regiões, o Profinor deve fortalecer a agricultura irrigada nestas regiões, ampliando a oferta de alimentos e de empregos rurais, estimulando o uso de energias alternativas. O Nordeste, por exemplo, detém hoje 26% de toda a área irrigada do Brasil. E é responsável também por 80% de todas as frutas frescas produzidas no país.

“A partir da linha de crédito criada pelo Banco do Nordeste, os pequenos e médios produtores rurais da região poderão agora ter acesso facilitado tanto a recursos para implantação ou expansão dos projetos de irrigação e drenagem, como, também, assistência técnica necessária para que seus projetos sejam economicamente viáveis e ambientalmente sustentáveis”, frisou Tereza Cristina.

“Além de promover ganhos consideráveis de produtividade, a agricultura irrigada é uma importante ferramenta de redução dos riscos climáticos que podem comprometer seriamente os investimentos dos produtores rurais”, finalizou a ministra.

Metas do Profinor:

  • Financiamento de R$ 900 milhões somente para irrigação entre 2021 e 2024;
  • Regularização fundiária de 150 mil propriedades;
  • Incremento de 80 mil hectares irrigados entre 2021 e 2024;
  • Reconversão de 8 mil hectares por meio do financiamento do novo sistema de irrigação.

Com informações do Mapa.

Leave a Comment

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.