da Redação

Cerca de 60 produtores agrofamiliares indígenas da etnia Truká, que vivem na Ilha de Assunção, no município de Cabrobó, sertão pernambucano, visitaram a sede da Confederação na manhã desta sexta-feira, 8 de abril. Os Truká estão distribuídos em 25 aldeias dentro da ilha, e são tidos como referência aos demais povos na agricultura familiar, despachando, em média, 45 caminhões por dia carregados de alimentos para abastecer as mesas de milhares de brasileiros. Em seu território, no médio São Francisco, localizado a 289 km da capital pernambucana, eles produzem tradicionais alimentos agrofamiliares como mandioca, banana, macaxeira, manga, laranja e leguminosas, suínos e peixes

A piscicultura, inclusive, é um dos destaques do território, que desenvolveu técnicas assertivas na produção de tilápias, reduzindo o ciclo de criação em tanques-rede para até 6,5 meses. A recepção dos indígenas foi feita pelos chefes de gabinete e secretarias da CONAFER. No auditório, eles receberam orientações a respeito dos serviços, programas e benefícios concedidos aos associados.

Foram apresentados aos parentes a parceria firmada entre a CONAFER e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o INSS Digital, que tem como objetivo a desburocratização dos serviços previdenciários aos segurados associados, conferindo maior agilidade aos processos. Os indígenas também foram orientados a respeito das emissões da Declaração de Aptidão (DAP) ativa, que até meados deste ano passará a ser o Cadastro Nacional de Agricultura Familiar (CAF).

O ponto alto da visita foi a apresentação do programa +Pecuária Brasil, que se encontra em fase avançada de negociação junto a prefeitura do município de Cabrobó, para a assinatura do ACT e disponibilização das doses de sêmens bovinos aos pecuaristas da região. Também foram feitas explanações a respeito de projetos ligados ao desenvolvimento do etnoturismo na região, contemplando a ideia de preservação ambiental e ampliação da renda dos associados, sem causar impactos negativos sobre o ponto de vista socioambiental.

Na foto, o presidente da associada à CONAFER, Cooperativa Truká, em visita a sede da Confederação em Brasília

De passagem pela capital do país, o presidente da Cooperativa Truká, Neguinho Truká, deu o seu depoimento: “a CONAFER oferta hoje muita coisa que os agricultores familiares almejam: acesso ao INSS, assistência no campo, não só nas plantações mas melhorias para os rebanhos, a busca por certificado-selo dos produtos, e essa comercialização direta, sem a interferência de terceiros, que é bastante prejudicial ao produtor, comprador e consumidor final, e nós temos encontrado todo apoio que nós precisamos, ouvindo nossas reivindicações e buscando as melhores soluções para atender às nossas necessidades”.

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.