Bem Vindo a Confederação da Agricultura Familiar

da Redação

No último dia 21 de fevereiro, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), deu início à capacitação técnica dos seus colaboradores de unidades locais, em sete municípios do Amazonas que receberão a revolução genética em seus rebanhos. Nestas cidades,

foram selecionadas as propriedades agrofamiliares aptas a receber o programa. Durante o treinamento, coordenado pelo responsável técnico do +Pecuária para o Norte e Nordeste, Carlos Shumaker, o secretário titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, apresentou o planejamento para implementar o projeto, enfatizando o acesso dos pequenos produtores do interior à reprodutividade dos seus animais pela inseminação artificial, conciliando essa produção com a preservação da floresta de forma sustentável. Para Petrucio Magalhães, “é muito importante a CONAFER trazer essa capacitação, instruir os técnicos para que estes possam chegar até o pequeno produtor e orientá-los a produzir um gado de corte e de leite a partir do melhoramento genético”

O +Pecuária Brasil chegou com um pacote tecnológico completo para qualificar os rebanhos de corte e leite, gerar renda aos pequenos produtores e novos empregos no segmento pecuarista amazonense. O presidente Carlos Lopes e a equipe técnica do +Pecuária tiveram um encontro com autoridades do governo do Amazonas no primeiro dia da 43ª Expoagro, a feira mais importante do setor, quando foi selado oficialmente o acordo de cooperação técnica que vai contribuir muito para o crescimento da bovinocultura do estado, que passou de 1,3 milhão de cabeças em 2018, para 1,5 milhão de cabeças em 2019, com alta de 5,5%.

O programa criado pela CONAFER, foi desenvolvido em parceria com a líder mundial na tecnologia de inseminação artificial, a ALTA GENETICS. Por meio dele, milhares de pequenos produtores vão receber por 4 anos total assistência técnica para a inseminação dos seus rebanhos em todo o território nacional até a prenhez efetiva.

O + Pecuária Brasil tem como objetivo aumentar de forma sustentável a produtividade e a competitividade da pecuária bovina de leite e de corte, por meio de ações coordenadas que vão transformar a vida de milhares de pequenos produtores pelo acesso à mais elevada biotecnologia para reprodutividade existente no mundo.

Em relação à capacitação dos produtores amazonenses, entre as orientações tratadas na capacitação, as principais foram voltadas ao planejamento inicial de melhoramento genético, alimentação, manejo das pastagens, incorporação de tecnologia, segurança e qualidade dos produtos para que o programa seja executado no estado. Na atividade, foi apresentada a parte teórica do programa, seus objetivos e metas, momento importante para os técnicos tirarem dúvidas e trocarem experiências sobre suas realidades.

Treinamento e Capacitação

O treinamento foi executado pelo coordenador técnico do +Pecuária Brasil para o Norte e Nordeste, Carlos Shumaker. Ele destacou que a ação do +Pecuária será de 4 anos no estado, sendo que os municípios escolhidos para a execução do plano serão acompanhados pelos técnicos durante dez meses e que esse é um ganho de todos, já que investir no pequeno produtor é incentivar a economia local.

O treinamento foi executado pelo coordenador técnico do +Pecuária Brasil para o Norte e Nordeste, Carlos Shumaker

Segundo Carlos Shumaker, “o compromisso com o produtor e o agricultor familiar do Amazonas é oferecer toda a condição necessária para que o programa de melhoramento genético tenha eficácia e promova esse grande salto de qualidade dos rebanhos, fortalecendo a reprodutividade e a produtividade, melhorando a renda desses produtores”.

Os municípios que estarão inicialmente participando do +Pecuária são Autazes, Barreirinha, Itacoatiara, Careiro da Várzea, Manacapuru, Parintins e Presidente Figueiredo. Todos eles foram escolhidos para a execução do programa por serem redutos tradicionais da pecuária local.

Petrucio Magalhães, no comando da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) do Amazonas, durante encontro na sede da CONAFER, em Brasília, com Tiago Lopes, vice-presidente da Confederação

A reunião contou com representantes da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Secretaria Executiva Adjunta de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas (Seapaf) e técnicos das Unidades Locais dos sete municípios do interior do estado.

Uma das bandeiras da atual gestão do estado é a sustentabilidade. Por isso, o melhoramento genético é uma ferramenta revolucionária para responder pela demanda ambiental amazonense. Com esta biotecnologia é possível ter o dobro de produção em metade das terras ocupadas atualmente, e sem afetar o meio ambiente.

A Sepror, Secretaria de Estado de Produção Rural, tem lançado mão de programas inéditos voltados aos pescadores e produtores rurais, fortalecendo as economias em diversas regiões do Amazonas, fomentando setores estratégicos em todos os 62 municípios do interior. Agora, com o +Pecuária Brasil, esta cadeia produtiva fica ainda mais robusta.

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.