A biotecnologia reprodutiva bovina avança por todo o Brasil, e chega agora em mais uma cidade mineira. O município de Oliveira, a 163 km da capital Belo Horizonte, recebeu a equipe do +Pecuária, comandada por Amanda Soares, Coordenadora Nacional do programa, oficializando sua adesão a esta verdadeira revolução genética que já está nas 27 unidades federativas do país, em mais de 1,7 mil municípios. A cerimônia de lançamento ocorreu na tarde de ontem, 29 de setembro, no espaço Vida Ativa com a presença de representantes da prefeitura de Oliveira, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA), da Emater, da Cooperativa Agropecuária de Oliveira (Capol), da Comape Agroceres Sementes, do Pit Stop Hotel e do Banco do Brasil. Mais de 40 produtores rurais participaram do primeiro dia de lançamento. Hoje, 30 de setembro, a agenda seguiu às 13h desta tarde no Poliesportivo do Distrito Morro do Ferro. A entrega das prenhezes ao pequeno produtor é o foco do +Pecuária. São projetadas até 2025, 1 milhão de prenhezes, todas viabilizadas pela entrega de sêmens e insumos, com a efetiva inseminação e acompanhamento da gestação pelos técnicos da CONAFER até a prenhez do animal

Amanda Soares, Coordenadora Nacional do +Pecuária, definiu muito bem o programa em sua fala durante o lançamento em Oliveira, ao afirmar que “este programa é para levar o melhor ao pequeno produtor rural, para que a sua produção tenha mais valor e a rentabilidade laboral seja exponencial, proporcionando mais lucros e utilizando o mesmo espaço já existente”. O +Pecuária Brasil está mudando a vida de milhares de agropecuaristas familiares, gerando valor nas cadeias produtivas de municípios de todo o país.

A coordenadora Nacional do +Pecuária (ao centro), Amanda Soares, representou a CONAFER em Oliveira-MG

O +Pecuária representa um grande salto de qualidade na bovinocultura brasileira. Ele nasceu de uma parceria da CONAFER com a líder mundial na tecnologia de inseminação artificial, a Alta Genetics, com o objetivo de desenvolver os rebanhos bovinos, de corte e leite, em todo o país, contribuindo decisivamente para o crescimento socioeconômico dos pecuaristas agrofamiliares brasileiros. O programa tem a duração de 4 anos para ocorrer o efetivo melhoramento genético. Neste período, a CONAFER fará a doação de sêmens aos pequenos pecuaristas de estados e municípios, atingindo os pequenos produtores em todo o país. 

Para desenvolver o +Pecuária Brasil nos estados, os corpos técnicos da CONAFER e da ALTA GENETICS dão o treinamento de nivelamento dos técnicos das secretarias de forma presencial. Às secretarias cabe a definição de um corpo técnico para elaborar o plano de trabalho e implantar o +Pecuária por meio da seleção dos pecuaristas que tenham propriedades em boas condições sanitárias e nutricionais do rebanho.

O grande diferencial do programa +Pecuária Brasil

A entrega das prenhezes ao pequeno produtor é o foco do +Pecuária. São projetadas até 2025, 1 milhão de prenhezes, todas viabilizadas pela entrega de sêmens e insumos, com a efetiva inseminação e acompanhamento da gestação pelos técnicos da CONAFER até a prenhez do animal. Em pouco tempo, esta verdadeira revolução genética já chegou nas 5 regiões brasileiras, contemplando pecuaristas familiares do Norte a Sul do Brasil em tempo recorde. 

Os benefícios ao produtores 

A reprodução é um dos fatores que mais afetam a produtividade e a lucratividade de um rebanho. Uma propriedade com bom desempenho reprodutivo consegue produzir mais, vender mais e gerar mais lucro.

Qualidade no rebanho

O programa trabalha com touros provados e acesso ao catálogo de raças da ALTA GENETICS, reduzindo as chances de doenças genéticas nos plantéis.

Lucro no negócio

Com a melhora dos índices de reprodutividade, eleva-se a produção leiteira, a qualidade do gado de corte e a lucratividade final do produtor. A garantia de um rebanho certificado aumenta o valor do produto final, melhora a comercialização e cria perspectivas de futuro para o negócio.

Tecnologia na produção

A tecnologia da inseminação artificial atua no aumento de produção de arrobas por hectare, no tamanho da carcaça, na fertilidade, na eficiência alimentar, na resistência a doenças. Em resumo: o melhoramento genético diminui o custo e aumenta a produção.

Compartilhe:

Assine a nossa newsletter
Fique por dentro de tudo que acontece aqui.

CONAFER - 2022